Quais são as diferenças entre orgasmo feminino e masculino?

Huuuuum… Quem aqui não gosta de sentir prazer? Essa é uma das sensações mais gostosas que podemos experimentar. Falar em sexo e em prazer é quase que falar sobre a mesma coisa. E o ápice do prazer em uma relação sexual é o orgasmo.

Mas taí um assunto que ainda levanta uma série de dúvidas na maioria das pessoas. Será que homens e mulheres sentem esse momento da mesma forma? Quais são os mitos sobre o orgasmo feminino? Existe mesmo o orgasmo masculino? Qual a diferença entre os dois? Se você quer se tornar especialista nesse assunto, a gente te conta t-u-d-o agora! Vem saber mais sobre orgasmo 😉

O que é o orgasmo

Como a gente disse no começo, orgasmo é aquele momento em que o prazer sexual atinge seu pico máximo.

É o momento em que você parece perder o controle do seu corpo e simplesmente se entrega. A sensação de satisfação é tão grande que seu corpo pode (atenção ao pode – não é regra!) ter leves tremores e contrações vaginais (nas meninas) e ejaculações penianas (nos meninos)

E já que falamos sobre meninas, você já parou para pensar em quais são os maiores mitos sobre orgasmo feminino?

Mitos sobre orgasmo feminino

Se uma mulher não consegue chegar ao orgasmo, é porque não está gostando

Nem sempre. Podem ser vários os motivos que levam uma mulher a não chegar ao orgasmo: a experiência foi pouco prazerosa, ou foi muita, mas não teve o clímax, ou a mulher estava tensa etc. O importante aqui é não reduzir o ato sexual a apenas o orgasmo.

Toda mulher sente prazer da mesma forma

Cada mulher tem um número diferente de terminações nervosas em cada uma das cinco zonas erógenas da área genital – clitóris, entrada da vagina, colo do útero, ânus e períneo. Ou seja, tem mulher que sente mais prazer com penetração, outra com estimulação no clitóris.

Então não há receita de bolo aqui. Você, mulher, entenda onde e como sente prazer. Já você, parceiro (a), converse com a sua companheira e busquem juntos a chave para o prazer dela.

Antes do sexo, relaxe

Quantas vezes você não ouviu que, antes do sexo, o importante era relaxar ou ouvir uma música calma? Mas um estudo mostrou que se você estiver estimulada antes do sexo, por exemplo, dando uma corrida ou rindo de uma comédia, por exemplo, vai haver uma compreensível resposta de ativação simpática durante a relação sexual. Com esse sistema ativado, você reagirá mais intensa e rapidamente.

Orgasmos são experiências de “tremer o chão”

Todo mundo expressa alegria da mesma forma? É o mesmo princípio para o orgasmo. Algumas pessoas podem gritar e ficar com a respiração mais acelerada, outras não. Outras podem, por exemplo, experimentar um orgasmo sentindo um relaxamento dos músculos pélvicos em vez de a contração deles. Não existe padrão para o que sentir e para como expressar. Então nada de encucar!

Agora é hora de falar com os homens!

Existe orgasmo masculino?

Para começo de história, primeiro vamos definir o que é o orgasmo masculino: ele consiste no que os homens sentem com a contração do pênis, da próstata e da região pélvica. Junto com essas sensações ocorre o aumento da frequência cardíaca, da respiração, da pressão sanguínea e da tensão dos músculos que resulta em uma liberação repentina de tensão, que pode ou não terminar em ejaculação.

Então sim, é possível o homem ter um orgasmo, sem ejacular, já que o orgasmo é uma experiência sensorial relacionada ao clímax do ato sexual, ao passo que a ejaculação é a expulsão ou emissão do líquido seminal.

Diferenças entre orgasmo feminino e masculino

Para além das diferenças físicas, existem alguns outros pontos que diferenciam uma experiência da outra, como, por exemplo, a duração e ao tempo necessário para se atingir o ponto máximo de prazer.

Para as mulheres, normalmente o orgasmo demora um pouco mais para acontecer. Entretanto, quando ele chega, tende a ser mais prolongado do que o masculino.

Depois do orgasmo, meninos e meninas passam pelo período chamado refratário – sabe aquele “cansaço” que acontece logo em seguida? Esse é o período refratário, ou de recuperação, antes de poder partir para uma nova relação.

Esses períodos também são sentidos de forma diferentes: no geral, em poucos segundos, a maioria das mulheres já está pronta para experimentar mais prazer. Já para os meninos, esse período de recuperação costuma ser maior – sendo, inclusive, comum muitos não conseguirem continuar depois de um único orgasmo.

E aí, você tem mais dúvidas sobre o assunto? Compartilha com a gente nos comentários!